A Tireoide

A glândula da tireoide é o “controlador mestre” do metabolismo.

Sobre o aumento do volume da glândula e nódulos

A falta de iodo na dieta é a principal causa de tireoide aumentada, também  conhecida como bócio.1 De fato, estima-se que 0,7 bilhão de pessoas no mundo sejam afetadas por uma deficiência de iodo.2


Como reconhecer o bócio

O bócio se forma quando a tireoide tenta compensar a deficiência de iodo e a produção baixa e/ou falha de hormônios da tireoide. Neste processo, ela gradualmente cresce a partir do seu tamanho regular.1

Uma pessoa com uma tireoide muito aumentada pode ter problemas para engolir e respirar.3 A Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos  recomenda o chamado “teste do pescoço” para ajudar pessoas a reconhecer uma tireoide possivelmente aumentada.4

Porém, uma simples classificação visual pode ser inexata – principalmente devido à possibilidade de ocorrerem erros humanos e variações na anatomia individual (por exemplo, um pescoço musculoso pode ocultar uma tireoide aumentada) – e não deve servir como substituto de um diagnóstico específico feito por um médico.

Como reconhecer um nódulo

Nódulos da tireoide são aumentos anormais de tecido na glândula.5 Algumas pessoas desenvolvem apenas um nódulo, enquanto outras desenvolvem muitos.5 Eles são relativamente comuns, com cerca de metade da população do mundo apresentando ao menos um nódulo até os 60 anos.5 Assim como a formação do bócio, a formação de nódulos pode ser causada por insuficiência de iodo na dieta.6

Nódulos de tireoide são classificados por exames como “quentes”, “mornos” ou “frios”. Se um nódulo não produzir iodo, ele aparecerá como “frio” no exame. Aqueles que produzem iodo serão mais escuros e são chamados de “quentes”. Aproximadamente 85% dos nódulos são frios, 10% são mornos e 5% são quentes. Destes, 85% dos nódulos frios são benignos (não cancerosos), bem como 90% e 95% dos nódulos mornos e quentes, respectivamente.7

Inicialmente, a maioria dos nódulos de tireoide não causa sintomas notáveis.6 Eles costumam não ser descobertos até o próximo exame de rotina ou testes com imagem como exames de tomografia computadorizada (CT) ou ultrassom do pescoço realizados por motivos não relacionados.6 Quando os nódulos da tireoide crescem demais, os seguintes sintomas podem ocorrer (embora isso seja um tanto raro):

  • Dificuldade ou dor ao engolir6
  • Dificuldade para respirar6
  • Rouquidão6
  • Sintomas de hipertireoidismo5

Um médico deve ser consultado imediatamente ao surgirem dificuldades respiratórias.

Diagnóstico e tratamento

Após um exame físico simples realizado por um médico, uma amostra de sangue é retirada para determinar se há uma quantidade suficiente do hormônio TSH no fluxo sanguíneo.1 Este hormônio indica se a glândula da tireoide está funcionando normalmente. A ultrassonografia é realizada para determinar o tamanho real dos nódulos e da tireoide.1 Este exame é indolor. Outros métodos para examinar nódulos incluem um exame radioativo de iodo e uma biópsia com agulha fina.1

Como tratar bócio e nódulos?

Nem todo bócio ou nódulo exige tratamento.3 Dependendo do seu tipo e tamanho, seu desenvolvimento pode ser meramente observado regularmente. Em geral, há três tratamentos. A escolha de terapia depende do diagnóstico de cada paciente. O objetivo principal do tratamento é encolher a tireoide aumentada e os nódulos.

Tratamento com medicação

Para bócios e nódulos que ocorrem devido a uma deficiência de iodo, pode-se administrar uma suplementação deste mineral.1 Caso o bócio se deva à tireoidite de Hashimoto e você tenha hipotireoidismo, receberá medicação apropriada para restaurar seus níveis de hormônio ao normal.1 Quando os bócios e nódulos forem acompanhados por hipertireoidismo (por exemplo, com nódulos “quentes”), tratamentos adicionais serão prescritos.1

Radioiodoterapia

O radioiodo é administrado uma única vez de forma oral. A cápsula entra na glândula por meio do sangue, onde ele é armazenado – induzindo o encolhimento do tecido da tireoide devido à radiação de alcance curto.3

Cirurgia da tireoide

Se um nódulo de tireoide for detectado e for necessário tira-lo, o tratamento envolve a remoção de toda a glândula tireoide por meio de cirurgia. Além disso, a tireoide pode ser parcialmente ou totalmente removida se o bócio ou os nódulos causarem um desconforto grande. Após tal procedimento, o tratamento com substituição é necessário para repor a produção de hormônio tireoidiano.3

Independente da terapia específica – e para ajudar a impedir distúrbios da tireoide – garanta sempre o consumo suficiente de iodo em sua dieta.

  1. American Thyroid Association. Goiter. 2016 Available at http://www.thyroid.org/wp-content/uploads/patients/brochures/Goiter_brochure.pdf. Last accessed April 2022
  2. United Nations. Sixth report on the world nutrition situation. Available at http://www.unscn.org/files/Publications/RWNS6/report/SCN_report.pdf. Last accessed April 2022
  3. EndocrineWeb. Goiters: abnormally large thyroid glands. Available at https://www.endocrineweb.com/conditions/goiters/goiters-abnormally-large-thyroid-glands. Last accessed April 2022
  4. American Association of Clinical Endocrinologists. Neck check. Available at http://www.thyroidawareness.com/neck-check. Last accessed April 2022
  5. EndocrineWeb. What Are Thyroid Nodules?. Available at https://www.endocrineweb.com/conditions/thyroid-nodules. Last accessed April 2022
  6. American Thyroid Association. Thyroid nodules. Available at http://www.thyroid.org/wp-content/uploads/patients/brochures/Nodules_brochure.pdf. Last accessed April 2022
  7. EndocrineWeb. Fine needle biopsy of thyroid nodules. Is it cancer or just a benign nodule? Available at https://www.endocrineweb.com/conditions/thyroid/fine-needle-biopsy-thyroid-nodules. Last accessed April 2022

BR-NONE-00027/Abril-2022

Data de elaboração: Março 2018. Data da revisão: Abril 2022