Sua Saúde

A glândula da tireoide é um órgão pequeno, mas seu impacto é grande.

Gravidez

DOENÇAS DA TIREOIDE E GRAVIDEZ

A gravidez causa diversas alterações fisiológicas e hormonais normais que afetam a tireoide e pode levar ao aumento das necessidades de hormônio da tireóide.1 O bebê também depende da mãe para receber hormônios da tireoide durante a gravidez, especialmente no primeiro trimestre se a tireoide fetal ainda não estiver ativa.1 É crucial que esta glândula funcione adequadamente durante este período crítico. Gestantes são aconselhadas a verificar a saúde de sua tireoide, assim que a gravidez for detectada.


Observação: É especialmente importante que a sua tireoide seja examinada se você sofrer de endometriose ou de síndrome do ovário policístico (SOP), já que é mais provável que você tenha problemas nesta glândula se apresentar estas condições.1

Tireoide pouco ativa e gravidez

Tireoide pouco ativa e gravidez

Sem tratamento, o hipotireoidismo na gravidez pode ser bastante perigoso. O hormônio da tireoide é fundamental para o desenvolvimento do cérebro e pode deixar o bebê em risco para a aprendizagem e o desenvolvimento de problemas.2

Tratamento

O tratamento do hipotireoidismo é o mesmo independentemente de a mulher estar ou não grávida. Por via oral, recomenda-se a medicação adequada durante a gravidez.2 O tratamento de hipotireoidismo durante a gravidez é extremamente importante, uma vez que protege a mãe e o bebê de quaisquer complicações futuras potenciais. Mulheres com hipotireoidismo antes da gravidez irão precisar de uma dose mais alta da medicação antes de engravidar e de monitoramento mais frequente durante a gravidez para garantir que sua dose esteja correta.2

Deficiência de iodo e gravidez

O iodo é vital para a produção de hormônios da tireoide. Uma vez que o seu corpo não produz iodo, ele deve ser consumido como parte de uma dieta sadia.3 Mesmo uma ausência leve de iodo durante a gravidez pode ter efeitos negativos sobre o parto e o desenvolvimento do seu bebê, incluindo a possibilidade da tireoide do seu bebê ficar insuficientemente ativa2. Recomenda-se, portanto, que todas as mulheres gestantes e lactantes tomem um suplemento nutricional com iodo todos os dias.3

Mulheres em idade fértil devem ter um consumo médio de iodo de 150 microgramas por dia, subindo para aproximadamente 250 microgramas durante a gravidez e aproximadamente 290 microgramas durante a amamentação.3

Tireoide hiperativa e gravidez

Uma tireoide hiperativa (hipertireoidismo) em mulheres grávidas é geralmente causada pela doença de Graves.2 A doença de Graves é uma doença autoimune que faz com que a tireoide produza hormônios em excesso, resultando no hipertireoidismo.

Não tratar o hipertireoidismo durante a gravidez pode aumentar o risco de parto de natimortos, partos prematuros e deformidades na criança.2

O tratamento de mulheres grávidas com hipertireoidismo pode ser diferente daquele oferecido a outras mulheres, já que algumas medicações disponíveis podem afetar o bebê.2

  • Mulheres com hipertireoidismo leve que não apresentam sintomas serão monitoradas cuidadosamente durante a gravidez; no entanto, não haverá necessidade de tratamento se a mulher e o bebê estiverem bem.2
  • Mulheres com hipertireoidismo grave que apresentarem sintomas serão tratadas com uma medicação anti-tireoidiana, como metamizol ou propiltiouracila. Esta última é geralmente a opção de tratamento preferida durante o primeiro trimestre da gravidez.2
  • Betabloqueadores podem ser usados para ajudar a tratar palpitações cardíacas e tremores associados ao hipertireoidismo, mas devem ser usados de maneira esporádica durante a gravidez e somente até que o hipertireoidismo seja controlado com medicação antitireoidiana.2
  • Em alguns casos, uma mulher grávida deverá passar por cirurgia para remover parcialmente a glândula da tireoide caso seja alérgica a uma medicação ou precise de doses altas que possam afetar o bebê.2
  1. Poppe K, Velkeniers B, Glinoer D. Thyroid disease and female reproduction. Clin Endocrinol (Oxf) 2007; 66: 309–321.
  2. American Thyroid Association. Thyroid disease and pregnancy. Available at https://www.thyroid.org/hypothyroidism-in-pregnancy/. Last accessed April 2022
  3. American Thyroid Association. American Thyroid Association (ATA) on the potential risks of excess iodine ingestion and exposure. Available at http://www.thyroid.org/american-thyroid-association-ata-issues-statement-on-the-potential-risks-of-excess-iodine-ingestion-and-exposure/. Last accessed April 2022

BR-NONE-00027/Abril-2022

Data de elaboração: Março 2018. Data da revisão: Abril 2022