Archive Page

Abra suas asas e cuide da sua tireoide

abril 5th, 2022 | admin | Últimas Notícias

Nesta Semana Internacional de Conscientização da Tireoide estamos conscientizando sobre a importância de mães e bebês manterem uma boa saúde da tireoide. A campanha é anualmente desenvolvida pela Merck em colaboração com a Federação Internacional de Tireoide e este ano com a ThyroidChange.


Cuide da sua tireoide

Distúrbios de tireoide são muito comuns globalmente1 e ocorrem quando a tireoide – uma pequena glândula em forma de borboleta na frente do pescoço – não está funcionando corretamente.3

A glândula da tireoide é conhecida por desempenhar um papel fundamental em nossa saúde e bem-estar.4,5 Porém, até 50% das pessoas que sofrem de distúrbios da tireoide não são diagnosticadas6.7

Embora viver com um distúrbio de tireoide não diagnosticado possa ser debilitante, não precisa ser assim! Inspirados na glândula em forma de borboleta, com o tratamento correto, os pacientes com distúrbios da tireoide podem ‘abrir suas asas’.

1 em cada 8 mulheres desenvolverá problemas de tireoide em sua vida. Pouco ou muito hormônio da tireoide pode causar problemas na gravidez e durante a gestação. E o bom funcionamento desta glândula desempenha um papel importante na vida de uma mãe.8 Por isso, estamos focados na conscientização sobre a importância de mães e bebês manterem uma boa saúde da tireoide.

Infográfico ‘Abra suas asas’

Nosso infográfico “Abra suas asas” ajuda as pessoas a se conscientizarem sobre a tireoide. Leia e compartilhe para disseminar o impacto dos distúrbios da tireoide nas mães e bebês e os sintomas mais comuns.

Suspeita que você tem um distúrbio da tireoide?

Espalhe a consciência sobre a tireoide

Ajude-nos a espalhar as notícias sobre este importante tema e deixe-nos fazer a diferença na vida dos afetados pelos distúrbios da tireoide.

Por que estamos fazendo isso?

A Semana Internacional de Conscientização da Tireoide, agora em seu 13º ano, foi criada para destacar o impacto prejudicial que os distúrbios da tireoide têm na qualidade de vida das pessoas sem diagnóstico. Acredita-se que cerca de  1.6 bilhão de pessoas em todo o mundo estejam em risco, com centenas de milhões vivendo com uma doença da tireoide agora.9 Até 50% das pessoas que vivem com transtorno da tireoide não são diagnosticadas, e muitos podem estar lutando sem saber a causa raiz de seus sintomas.6

No entanto, uma vez diagnosticados, os distúrbios da tireoide são tratáveis,5,7 e a campanha está pressionando para melhorar os testes e diagnósticos globalmente.

  1. Taylor PN et al. Global epidemiology of hyperthyroidism and hypothyroidism. Nature reviews. Endocrinology 2018;14:301-316. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  2. Mendes D. Prevalence of Undiagnosed Hypothyroidism in Europe: A Systematic Review and Meta-Analysis. Eur Thyroid J 2019;8:130-143.
  3. Thyroid Foundation of Canada. About Thyroid Disease. Disponível em https://thyroid.ca/thyroid-disease/. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  4. American Thyroid Association. Thyroid blood tests and general well-being, mood and brain function. Disponível em http://www.thyroid.org/patient-thyroid-information/ct-for-patients/ august-2016/vol-9-issue-8-p-8-9/. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  5. American Thyroid Association. Hyperthyroidism. Disponível em http://www.thyroid.org/wp-content/uploads/patients/brochures/ata-hyperthyroidism-brochure.pdf. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  6. Chaker L, et al. Hypothyroidism. Lancet 2017;390:1550–62.
  7. American Thyroid Association. Hypothyroidism. Disponível em https://www.thyroid.org/hypothyroidism/. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  8. Healthywomen. Thyroid awareness: what happens when this little gland goes haywire. Disponível em https://www.healthywomen.org/content/article/thyroid-awareness-what-happens-when-little-gland-goes-haywire. Acesso pela última vez em abril de 2021.
  9. Khan A, Khan MM, Akhtar S. Thyroid disorders, etiology and prevalence. J Med Sci 2002; 2: 89–94. Disponível em http://www.scialert.net/fulltext/?doi=jms.2002.89.94&org=11. Acesso pela última vez em abril de 2021.

BR-NONE-00027/Abril-2022

Data da elaboração: Abril  2021. Data de revisão: Abril 2022

Distúrbios da tireoide não diagnosticados podem afetar a fertilidade e a saúde da mãe e do bebê

janeiro 18th, 2022 | admin | Últimas Notícias

Neste ano, o tema da Semana Internacional de Conscientização da Tireoide é “Problemas da tireoide: Mãe e Bebê”. A campanha, desenvolvida pela Merck em estreita colaboração com a Federação Internacional da Tireoide e a ThyroidChange, tem o objetivo de aumentar a conscientização sobre os distúrbios da tireoide e, este ano, o foco é abordar como a glândula impacta na saúde antes, durante e após a gravidez.


Você sabia que distúrbios da tireoide não diagnosticados podem afetar a fertilidade e a saúde da mãe e do bebê?

Cerca de 1,6 bilhão de pessoas ao redor do mundo podem estar sendo afetadas por distúrbios na tireoide,1 sendo que 1 em cada 8 mulheres desenvolve algum problema com a glândula durante a vida.2 Ainda assim, existe uma surpreendente falta de conhecimento sobre o impacto que as condições da tireoide podem ter na fertilidade.

Uma pesquisa internacional, realizada pelo instituto YouGov, mostrou a falta de conhecimento sobre o impacto que as condições da tireoide podem ter na reprodução, já que apenas um quarto (24%) dos entrevistados estava ciente de que os distúrbios da glândula não diagnosticados podem causar problemas de fertilidade. Além disso, as pessoas não sabem como as complicações da tireoide, sem investigação prévia, podem gerar dificuldades para mãe e bebê durante e após a gravidez.

Resultados da pesquisa indicam que é necessário educar melhor as pessoas sobre o impacto que os distúrbios da tireoide sem diagnóstico prévio podem causar na fertilidade e na saúde da mãe e do bebê.

Sobre os Distúrbios da Tireoide

Sem diagnóstico prévio, os distúrbios da tireoide podem impactar a fertilidade, desenvolvimento do feto e a saúde da mãe e do bebê. Porém, quando os problemas são descobertos e tratados devidamente, os pacientes podem viver suas vidas normalmente e ter gestações saudáveis6.

Distúrbios da tireoide podem afetar a fertilidade.

Se você já está tentando engravidar há algum tempo, é importante saber que os distúrbios da tireoide, tanto o hipotireoidismo (tireoide hipoativa) quanto o hipertireoidismo (tireoide hiperativa), podem gerar problemas na fertilidade.3,4 É aconselhável visitar o seu médico se você:

A gravidez causa várias mudanças hormonais e psicológicas que afetam a tireoide.

É crucial que a glândula da tireoide funcione adequadamente durante a gravidez; os hormônios tireoidianos são essenciais para o desenvolvimento normal do cérebro e do sistema nervoso do bebê, o feto depende de sua mãe para fornecer hormônios por meio da placenta durante o primeiro trimestre. Os hormônios da tireoide também desempenham um papel crítico na manutenção da saúde da futura mãe.9

As gestantes devem ser testadas quanto aos níveis ideais de hormônio tireoidiano durante a gravidez para verificar se o bebê está crescendo e se desenvolvendo normalmente.

Muitas mães têm complicações com suas tireoides no primeiro ano pós-parto, mesmo sem um histórico de distúrbios na glândula.16

A tireoidite pós-parto (TPP) se manifesta com quadro inicial de hipertireoidismo (tireoide hiperativa) ou evoluir para hipotireoidismo (tireoide hipoativa).6 Nem todas as mulheres passam pelas duas fases, algumas podem manifestar somente o hipertireoidismo ou o hipotireoidismo. Porém, o hipotireoidismo pode persistir.

Distúrbios na tireoide também podem afetar os bebês.

Alguns recém-nascidos podem nascer sem a glândula da tireoide ou com ela subdesenvolvida, distúrbio conhecido como hipotireoidismo congênito. Esses bebês não conseguem produzir hormônios da tireoide suficientes para as necessidades do corpo, mas quando essa condição é diagnosticada com antecedência é possível controlá-la.10

Quais são os sintomas da tireoide? Veja no nosso “Verificador de sintomas” *

Dar atenção aos sintomas é importante para o diagnóstico, já que com o tratamento é possível controlar os distúrbios na tireoide.9 Se você está preocupada com sintomas de um distúrbio na tireoide, procure o aconselhamento de um profissional de saúde para que ele faça o exame de sangue e o diagnóstico correto.

Além dos benefícios já conhecidos para a saúde em geral e qualidade de vida, o yoga pode ajudar pacientes com hipotireoidismo.11, 12 Que tal dar uma pequena pausa no dia para a sua saúde e fazer um exercício de yoga?

* Esse verificador de sintomas não tem valor de diagnóstico, caso você identifique algum sintoma, visite seu médico

Como se envolver para promover a conscientização da falta de diagnóstico dos distúrbios da tireoide na mãe e no bebê

Divulgue informações com amigos e colegas sobre a importância dos distúrbios da tireoide na gravidez e vamos juntos fazer a diferença na vida de gestantes e pessoas que enfrentam essa doença. Acompanhe nossas postagens nas redes sociais (FacebookInstagram e LinkedIn) e faça a sua parte compartilhando os conteúdos com seus amigos e familiares.

Por que estamos fazendo isso?

A Semana Internacional de Conscientização da Tireoide, que está em seu 12º ano e foi criada para conscientizar sobre o impacto que os distúrbios da tireoide têm na qualidade de vida das pessoas quando não diagnosticados. Cerca de 1,6 bilhão de pessoas ao redor do mundo podem estar sendo afetadas por distúrbios na tireoide.1 Até 50% das pessoas que vivem com um distúrbio da tireoide não são diagnosticadas, fazendo com que muitos sequer saibam a causa raiz de seus sintomas.13

No entanto, uma vez diagnosticados, os distúrbios da tireoide são tratáveis,14,15 e a campanha tem o objetivo de aumentar a quantidade de testes e diagnósticos em todo o mundo.

* Todos os números, salvo indicação do contrário, são da YouGov Plc. O tamanho total da amostra foi de 7.208 adultos no Chile, Colômbia, México, Arábia Saudita, Indonésia e China. O trabalho de campo foi realizado de 24 de março a 6 de abril de 2020. A pesquisa foi realizada on-line. Os números foram ponderados e são representativos de todos os adultos (18 anos ou mais) em cada país.

  1. Khan A, Khan MM, Akhtar S. Thyroid disorders, etiology and prevalence. J Med Sci 2002; 2: 89–94. Disponível em: http://www.scialert.net/fulltext/?doi=jms.2002.89.94&org=11. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  2. Healthy Woman. Thyroid Awareness: What Happens When This Little Gland Goes Haywire. 2020. Disponível em https://www.healthywomen.org/content/article/thyroid-awareness-what-happens-when-little-gland-goes-haywire. Último acesso em 2020.
  3. Thyroid UK. Signs & Symptoms of Hypothyroidism. 2013. Disponível em: http://www.thyroiduk.org.uk/tuk/about_the_thyroid/hypothyroidism_signs_symptoms.html. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  4. Thyroid UK. Signs and Symptoms of Hyperthyroidism. 2010. Disponível em: http://www.thyroiduk.org.uk/tuk/about_the_thyroid/hyperthyroidism_signs_symptoms.html. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  5. Mayo Clinic. Infertility. Symptoms and causes. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/infertility/symptoms-causes/syc-20354317. Último acesso em 10 fevereiro de 2021.
  6. British Thyroid Foundation. Pregnancy and Fertility in Thyroid Disorders. 2018. Disponível em https://www.btf-thyroid.org/pregnancy-and-fertility-in-thyroid-disorders. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  7. Poppe K, Velkeniers B, Glinoer D. Thyroid disease and female reproduction. Clin Endocrinol (Oxf) 2007: 66: 309–321. Last accessed February 2022.Último acesso em 10 fevereiro de 2021.
  8. Middle East Medical. Thyroid and Infertility in Women. Disponível em https://www.middleeastmedicalportal.com/thyroid-and-infertility-in-women/. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  9. NIDDK. Pregnancy & Thyroid Disease. Disponível em: https://www.niddk.nih.gov/health-information/endocrine-diseases/%20pregnancy-thyroid-disease. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  10. Thyroid UK. Better Thyroid Health: Congenital Hypothyroidism. 2020. Disponível em http://www.thyroiduk.org.uk/tuk/about_the_thyroid/congenital_hypothyroidism.html. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  11. Singh, P., et al. Complementary Therapies in Clinical Practice. The impact of yoga upon female patients suffering from hypothyroidism. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1744388110000988?via%3Dihub. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  12. Akhtar, J. Role of yoga in improving quality of life of hypothyroidism patients. 2019. Disponível em: https://www.ijmedicine.com/index.php/ijam/article/view/1471. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  13. American Thyroid Association. General Information/Press Room. Disponível em: https://www.thyroid.org/media-main/press-room/. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  14. American Thyroid Association. Hypothyroidism. Disponível em: http://www.thyroid.org/wp-content/uploads/patients/brochures/ata-hypothyroidism-brochure.pdf. Último acesso em 2020. Último acesso em 18 de maio de 2020.
  15. Esse dado resulta de uma pesquisa internacional da campanha da Semana Internacional de Consciência da Tireoide, iniciada pela Merck e conduzida pela YouGov. O tamanho total da amostra foi de 7.208 adultos no Chile, Colômbia, México, Arábia Saudita, Indonésia e China. O trabalho de campo foi realizado de 24 de março a 6 de abril de 2020. A pesquisa foi realizada on-line. Os números foram ponderados e são representativos de todos os adultos (18 anos ou mais) em cada país.
  16. De Groot L, Abalovich M, Alexander EK et al. Management of thyroid dysfunction during pregnancy and postpartum: an Endocrine Society clinical practice guideline. J Clin Endocrinol Metab 2012; 97: 2543–2565.

BR-NONE-00027/Abril-2022